EA é esperta o bastante para não apostar em games “enlatados”, afirma DICE

Img_normal

Atualmente responsável não somente pela séria Battlefield, mas também pelo desenvolvimento da engine Frostbite (que dá vida a jogos como Need for Speed: Rivals e Dragon Age 3), a DICE é um dos estúdios mais importantes da Electronic Arts. Durante uma conversa com a Official Xbox Magazine, o produtor-executivo da empresa, Patrick Bach, esclareceu detalhes sobre o relacionamento entre sua equipe e publicadora.
Segundo ele, os membros do estúdio possuem uma visão bastante ambiciosa, que geralmente resulta em querer fazer tudo o que é possível, algo que nem sempre se mostra viável. “Se fôssemos espertos do ponto de vista dos negócios, mudaríamos bastante isso. Mas uma das melhores coisas no tratamento que a EA dá a DICE é o fato de eles verem a empresa como algo que está crescendo”, explica Bach.
“Se você se foca muito no lado dos negócios, você começa a criar games enlatados, algo que a EA se aproximou de fazer há certo tempo. No entanto, acredito que eles são espertos o bastante para evitar seguir esse caminho”, afirmou o produtor-executivo. Segundo Bach, embora a empresa ainda valorize propriedades intelectuais como FIFA, ela também está pronta para investir em novas propriedades intelectuais no momento atual.
“Eu acredito que o mercado está pronto para isso”, afirmou o produtor. “A EA está avaliando tudo o que está acontecendo internamente na companhia, tentando cortar coisas que não fazem sentido. Você pode argumentar que uma nova propriedade intelectual maluca é sem noção, mas, por outro lado, é isso o que leva a grandes games. Você só precisa investir na ideia maluca certa”, finaliza.
Fonte: Official Xbox Magazine
Compartilhe no Google Plus

Sobre ABNER HIURY ANDRADE SANTOS

Fundei esse site em 2014 com o objetivo de disponibilizar para os usuarios em geral, um site limpo(sem Pop-ups, se aparecer algum Pop-up não me xingue, é o seu navegador que está com problemas rsrs) e com as mais variadas opções de Filmes, Games e Programas.

0 comentários:

Postar um comentário